Receba GRÁTIS o Passo a passo para Fazer uma REDAÇÃO nota 1000!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

5 ERROS QUE OS ALUNOS COMETEM NA HORA DE ESCOLHER O CURSO

5 ERROS QUE OS ALUNOS COMETEM NA HORA DE ESCOLHER O CURSO

“Que curso superior eu devo fazer?”

Essa pergunta gera tanta ansiedade, confusão e incertezas… E ninguém nos mostra realmente quais passos devemos seguir para acertar na nossa escolha, não é?

A questão é não existe uma fórmula para você descobrir a resposta. Mas existem alguns cuidados que você pode tomar para não cometer erros na hora de escolher. Confira os alguns erros comuns e dicas para considerar ao tomar sua decisão.

 


ERRO 1
Escolher um curso por impulso
Escolher um curso sem conhecê-lo direito, apenas se baseando na nota do ENEM para entrar na universidade pode te trazer muitos arrependimentos. Você precisará estudar e se dedicar durante os todos os anos do curso e depois ainda trabalhar na área, exercendo a profissão. Imagine se a profissão não combinar em nada com você? Você vai desistir e começar outro? Ou vai seguir uma carreira na qual se sente frustrado(a)?
Portando, procure se informar sobre as profissões e descubra aquelas que têm mais afinidade com você e que atendam as suas expectativas.

PERGUNTE-SE:
Porque escolhi esse curso?
Escolhi por conta própria ou fui influenciado por familiares e amigos?
Eu conheço bem o curso que pretendo fazer? Já vi a grade curricular do curso?
Com o que eu realmente desejo trabalhar?
Minhas habilidades e conhecimentos, me deixam a vontade em relação ao curso escolhido?
Que cargos poderei ocupar e onde poderei trabalhar com a formação que terei?


ERRO 2
Escolha um curso sem conhecê-lo de verdade
Pesquise o máximo possível sobre cursos e profissões antes de escolher o que vai fazer. Veja a estrutura curricular do curso, quais as competências que o profissional da área precisa, onde ele pode atuar, pesquise sobre o mercado, entre outros.
Também é importante se informar sobre as instituições que oferecem o curso. Avalie e compare as matrizes curriculares, a infraestrutura e o histórico das faculdades, por exemplo.
E por fim, considere que algumas carreiras permitem a atuação de profissionais com diferentes formações universitárias. Portando, não procure apenas por um curso, mas pela área profissional que você se sente mais à vontade. Quem sabe descobre algum curso que você sequer imaginava e que te satisfaça?

PERGUNTE-SE:
Qual a estrutura curricular do curso?
Qual a infraestrutura da universidade em relação ao curso?
Quais os pontos positivos e negativos do curso?
Em que áreas vou poder atuar depois de formado? E em quais lugares vou poder trabalhar?
Como é a rotina dos profissionais formados nessa área?
Existem outras formações profissionais que podem atuar na área? Quais?


ERRO 3
“Gosto de ler, então vou fazer Letras!”
Cuidado! Nem sempre a facilidade em determinada matéria ou o gosto por determinado hobby significa que você deve seguir uma profissão relacionada a tais parâmetros.
Escolher um curso apenas pela facilidade com a matéria, pode não atender as suas metas de vida ou aos valores que carrega. Ao mesmo tempo, em que um hobby pode perder seu encanto quando você precisa dedicar grandes esforços ou não obtém o retorno financeiro desejado. Pense bem sobre as vantagens e desvantagens da opção que escolher.

PERGUNTE-SE:
Gostaria de trabalhar com isso em longo prazo?
E se eu tiver de fazer algo que não gostaria?
O mercado é favorável? E o retorno financeiro é bom?
O índice de empregabilidade é satisfatório?
Eu conheço bem o curso? É aquilo que imagino?
Em que áreas vou poder atuar depois de formado?


ERRO 4
Escolher um curso apenas pelo retorno financeiro
Almejar o sucesso e desejar uma boa condição financeira é natural. Mas não deve ser o único objetivo ao tomarmos uma decisão.
Imagine, por exemplo, que determinada profissão que está na moda agora, ou é muito bem vista, se torne pouco valorizada no futuro? E se a forma de atuação do profissional mudar no decorrer dos anos? Ou se não haver mais espaço no mercado de trabalho devido ao grande número de profissionais disponíveis? E então, o que você vai fazer? Vai desistir? Vai continuar e permanecer insatisfeito (a)?
Por outro lado…imagine aquela carreira que você sempre quis seguir (e deixou de lado porque achava que não teria retorno financeiro), se torne uma carreira muito promissora?
Não há como saber o que vai acontecer. Mas se você decidir por algo que você ama e lhe traz satisfação, dificilmente você desistirá da carreira. Fazer o que ama pode trazer muitas vantagens.

PERGUNTE-SE:
Com qual área profissional você sente-se mais à vontade?
Quais são as minhas habilidades e talentos?
Que atividades essa profissão executa que eu vou gostar? E quais não vou gostar?
Quais os meus objetivos? E as minhas motivações?
Quais valores e princípios eu gostaria de levar à carreira profissional?
Qual o retorno financeiro que vou ter? E a satisfação pessoal, como fica?



ERRO 5
O preconceito
É tanta pressão e expectativa girando em torno de quem está decidindo o curso que, muitas vezes, a pessoa acaba seguindo os conselhos de todos, menos a sua própria consciência. A decisão acaba sendo baseada em modelos familiares ou influenciada por uma carreira ‘da moda’. A opinião de quem você ama é importante, mas não deve se sobrepor a sua. Não deixe que as pessoas te digam o que você deve ou não estudar. Essa decisão é somente sua!

Todas as profissões são importantes e tem pontos positivos e negativos. Informe-se bem sobre as suas opções e leve em consideração que é sobre a sua vida que está decidindo. Procure carreiras que combinem com você e lhe tragam satisfação!

PERGUNTE-SE:
Sinto-me a vontade com o curso escolhido?
Escolhi esse curso por conta própria ou fui influenciado por familiares e amigos?
Escolhi esse curso apenas por retorno financeiro?
Tenho as habilidades necessárias?
Vou  me sentir realizado se eu não puder usar alguma habilidade que possuo?
Meus objetivos e motivações serão atendidos com esta escolha?


Entenda que, qualquer que seja o curso que você escolher, vai exigir de você uma análise da sua situação financeira e da dedicação de tempo e dinheiro que vai precisar. Mas, para de fato encontrar o curso certo, a sua decisão deve levar em consideração os seguintes aspectos:

– Suas habilidades, gostos e personalidade
– Suas motivações e valores
– Seus objetivos de vida.

Encontrando um curso/carreira que atenda a esses requisitos é o caminho mais próximo para sua realização pessoal e profissional.

Receba GRÁTIS o Passo a passo para Fazer uma REDAÇÃO nota 1000!