Receba GRÁTIS o Passo a passo para Fazer uma REDAÇÃO nota 1000!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

7 carreiras mais promissoras até 2020 – IMPERDÍVEL

A revista Forbes, uma das mais conceituadas nos Estados Unidos, fez um levantamento para descobrir quais as graduações mais valiosas até o fim da década, 2020.

O estudo, feito pela empresa PayScale nos EUA, avaliou o mercado de trabalho que os graduandos terão, bem como seus salários. Confira as graduações que mais devem dar retorno para os formandos nos próximos anos:

1 – Engenharia Biomédica

O graduado neste ramo da engenharia cuida da concepção de equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos, tanto para diagnóstico quanto de tratamento. Ele projeta a estrutura dos equipamentos, monta-os e faz sua manutenção corretiva e preventiva, calibrando-os e aferindo sua precisão.

Com conhecimentos na área de informática e eletrônica, cria softwares que otimizam o uso das máquinas pelos profissionais da saúde. Também pode gerenciar a área de compras de equipamentos. Realiza ainda pesquisas científicas sobre materiais e instrumentos biomédicos.

Este engenheiro atua em hospitais, clínicas médicas, centros de saúde, laboratórios farmacêuticos e de análises clínicas, em serviços especializados em manutenção hospitalar e em centros de pesquisa. Pode-se trabalhar nesta área com um curso tecnológico.

2 – Bioquímica

É a área que pesquisa, projeta, desenvolve, gerencia e controla os processos biológicos. Esse bacharel transita entre a química, a biotecnologia e a biologia e estuda a química de organismos vivos e a estrutura e microbiologia das células. Assim, ele entende de transformações de células vivas, enzimas e outros sistemas, que, por meio da fermentação ou de outros processos, dão origem a novos produtos.

Foto: Divulgação - Bioquímica

Foto: Divulgação – Bioquímica

No seu trabalho, ele manipula proteínas e enzimas, antibióticos, ácidos nucleicos, carboidratos, lipídios e outras biomoléculas sensíveis. Trabalha na indústria alimentícia, farmacêutica (humana e animal), de biocombustíveis e bioenergia, de bebidas, de papel e celulose, de genética médica e de insumos para a agricultura. Ao engenheiro de bioquímica cabe ainda transformar esses projetos em escala industrial. Também atua no setor de controle de qualidade.

3 – Ciência da Computação

Este bacharel trabalha, fundamentalmente, na elaboração de programas de informática. Ele analisa as necessidades dos usuários, desenvolve softwares e aplicativos, gerencia equipes de criação e instala sistemas de computação. Cria ferramentas diversas da informática, dos softwares mais básicos, como os usados para controle de estoques, até os mais complexos sistemas de processamento de informações

Confira dicas infalíveis pra ser aprovado no vestibular!

Profissional essencial a todos os setores da economia, também dá assistência aos usuários, mantém redes de computadores em funcionamento e assegura as conexões com a internet. Em indústrias e institutos de pesquisa, implanta bancos de dados e instala sistemas de segurança para as operações de compra e venda pela rede.

4 – Engenharia de Software

O bacharelado em Engenharia de Software é um curso relativamente novo e, por isso, está presente em poucas universidades no Brasil. Os primeiros cursos foram criados em junho de 2006, na Universidade Federal de Goiás (UFG), onde foi formada a primeira turma, e na Universidade de Brasília (UnB). Atualmente, o curso pode ser encontrado também no Amazonas, Ceará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Durante o curso, que tem a duração mínima de cinco anos, os estudantes são preparados para o desenvolvimento e manutenção de sistemas de software, aplicando tecnologias e práticas de ciência da computação, gerência de projetos e outras disciplinas. O engenheiro de software deve ser capaz de dominar tecnologias de programação e possuir habilidades com raciocínio lógico e matemático.

Foto: Divulgação - Engenharia de Software

Foto: Divulgação – Engenharia de Software

Algumas disciplinas presentes no curso são: Lógica, Programação, Arquitetura de Computadores, Banco de Dados, Algoritmos, Sistema Operacional, Método e Desenvolvimento de Software, Engenharia de Software, Arquitetura de Software, Integração, Software para Web, Software para Dispositivos Móveis, Manutenção de Software, Leitura de Software e Gerência de Projeto de Software.

O mercado de trabalho tem crescido muito nos últimos anos e a tendência é que isso continue por muito tempo, já que o engenheiro de software é exigido em praticamente todas as áreas. O profissional graduado em Engenharia de Software pode trabalhar no desenvolvimento de bancos de dados, de programas técnico-científicos, de software para palmtops e smartfones, de jogos e de programas para computador, de sistemas de gerenciamento e de sistemas de apoio à medicina.

5 – Engenharia Ambiental

A grande função deste engenheiro é preservar os recursos naturais e proteger a saúde humana, reduzindo os danos causados ao meio ambiente pelas atividades humanas.

Na prática, este bacharel projeta, constrói e gerencia a operação de sistemas de obtenção e distribuição de água, de coleta e tratamento de esgoto e do descarte ou da reciclagem de resíduos sólidos. É responsável pela avaliação e prevenção da poluição do ar, do solo ou da água, causada por indústrias, construção de residências em áreas vulneráveis, como encostas e mananciais. Pode trabalhar em secretarias municipais e estaduais, ou em polos industriais.

Saiba mais sobre os melhores vestibulares do país!

O tecnólogo costuma trabalhar em parceria com o engenheiro, principalmente, na área de saneamento básico – na construção e na manutenção de redes de água, esgoto e coleta e disposição de lixo. Ambos podem lidar, ainda, com a construção de sistemas de drenagem, para prevenir enchentes. É possível ingressar na carreira com um curso superior de tecnologia.

6 – Engenharia Civil

O engenheiro civil projeta, gerencia e executa obras como casas, prédios, pontes, viadutos, estradas e barragens. Ele acompanha todas as etapas de uma construção ou reforma, da análise do solo e estudo da insolação e da ventilação do local até a definição dos tipos de fundação e os acabamentos. Específica as redes de instalações elétricas, hidráulicas e de saneamento do edifício e define o material a ser usado. Chefa as equipes de trabalho, supervisionando prazos, custos, padrões de qualidade e de segurança.

Foto: Divulgação - Engenharia Civil

Foto: Divulgação – Engenharia Civil

Cabe a ele garantir a estabilidade e a segurança da edificação, calculando os efeitos dos ventos e das mudanças de temperatura na resistência dos materiais usados na construção. Este profissional também pode se dedicar à administração de recursos prediais, gerenciando a infraestrutura e a ocupação de um edifício. Você pode ingressar na carreira com um curso tecnológico.

6 – Geologia

O Geólogo estuda a origem da formação, da estrutura, da composição e das transformações da crosta terrestre. Ele investiga a ação das forças naturais sobre o planeta e seus efeitos, como a erosão e a desertificação. Analisa fósseis e minerais e a topografa dos terrenos.

Localiza e acompanha a exploração de jazidas de minério, depósitos subterrâneos de água e reservas de petróleo, carvão mineral e gás natural. Todas as grandes obras de infraestrutura – hidrelétricas, barragens, linhas de metrô, ou pontes , túneis e viadutos – exigem atuação de um geólogo para fazer a análise do solo e das rochas e elaborar estudo de impacto ambiental.

Assista este vídeo e Descubra como você também pode transformar sua Redação do Enem!

Receba GRÁTIS o Passo a passo para Fazer uma REDAÇÃO nota 1000!